Moulin Rouge | Temuco

Consejos | Trucos | Comentarios

Como Saber Qual A Minha Placa MãE?

Como saber qual a placa-mãe do meu PC?

Aperte a tecla Windows + R para abrir o ‘Executar’; Digite ‘msinfo32’ (sem aspas) e pressione ‘Enter’ ; Uma nova janela será aberta mostrando as informações do sistema. O modelo da placa-mãe estará ao lado de ‘Produto Baseboard’ — você também pode conferir qual a versão e fabricante.

Como saber qual o hardware do meu PC?

Segure a tecla Windows (que tem o logo do Windows no teclado) e pressione R para abrir o menu ‘Executar’. Digite dxdiag e pressione Enter. Passo 2. A ‘Ferramenta de Diagnóstico do DirectX’ irá oferecer uma versão ainda mais detalhada das configurações do PC, como processador e memória RAM.

Como saber se a placa-mãe e DDR3 ou ddr4?

Verificar o tipo de RAM – Verificar o tipo de RAM, uma vez que você saiba as velocidades que você deveria estar procurando, é muito fácil. Abra o Gerenciador de Tarefas e vá para a guia Desempenho. Selecione a memória na coluna da esquerda e olhe no canto superior direito. Toda a RAM não é criada igual para que o chip DDR3 em seu sistema possa diferir daquele em outro sistema. A velocidade que ele tem a oferecer depende do chip específico que está instalado. Para verificar a velocidade, veja abaixo do gráfico da Memória e você verá um campo dedicado à velocidade que lhe diz qual é a velocidade de sua RAM.

Você não pode mudar DDR3 para DDR4 através de atualizações de driver ou duplicando sua RAM. Assim como você não pode transformar um disco rígido de 500 GB em um disco rígido de 1 TB com software, você não pode alterar a velocidade da RAM ou seu tipo via software. Para muitos sistemas, o DDR3 é muitas vezes suficiente para a maioria, se não para todas as necessidades.

Você só precisa de mais, melhor ou mais rápido RAM, ou seja, DDR4 para jogos, ou talvez renderização multimídia pesada, por exemplo, modelagem 3D ou trabalho de animação. Se você estiver procurando melhorar a velocidade de seu sistema, aumentar a RAM pode não ser a melhor maneira de fazê-lo.

Como saber se o processador é compatível com a placa-mãe?

Cheque o site da fabricante da placa-mãe – Com o soquete, o chipset e o modelo da placa-mãe em mãos, você pode acessar o site da fabricante do componente para checar quais são os processadores suportados. As empresas costumam listar a informação em áreas dedicadas, como «Lista de CPUs Suportadas», ou mesmo na própria página da placa-mãe, na seção «Suporte».

Continua após a publicidade Ainda no portal da fabricante, é importante conferir se a versão de BIOS da sua placa é compatível com a CPU — novos processadores costumam exigir versões mais recentes de BIOS, ainda que o caminho inverso também possa acontecer, sendo necessário instalar uma BIOS mais antiga caso pretenda utilizar um chip de gerações anteriores.

Você pode verificar a versão da sua BIOS utilizando o CPU-Z, também na aba «Mainboard», mas conferindo a linha «Version» na categoria «BIOS». A versão a ser baixada, assim como as instruções de instalação, variam de placa para placa, e entre AMD e Intel, mas os detalhes estão sempre listados nos sites das marcas.

Como saber qual o modelo da placa de vídeo?

Gerenciador de Dispositivos do Windows® Abra o Gerenciador de Dispositivos e expanda Adaptadores de vídeo e o modelo da placa de vídeo deverá estar visível.

Como saber o nome da placa mãe pelo Cpu-z?

Como saber o modelo da placa-mãe pelo CPU-Z Visite o site oficial do CPU-Z e instale o programa em seu PC. Passo 2. Após iniciá-lo, clique na guia ‘Mainboard’ e lá estarão todas as informações sobre sua placa-mãe como marca da fabricante, modelo e mais.

Como saber se o disco e SSD?

4. Inicie o Gerenciador de Dispositivos – Como Saber Qual A Minha Placa MãE Reprodução: Wagner Edwards/Olhar Digital O Gerenciador de Dispositivos é uma área do PC que permite a visualização de todos as tecnologias conectadas ao sistema, além de demonstrar a ausência de algum apetrecho ou a permanência de mensagens de erro/mal funcionamento.

Como saber qual é o DDR da placa-mãe?

Aperte a tecla Windows + R para abrir o ‘Executar’; Digite ‘msinfo32’ (sem aspas) e pressione ‘Enter’ ; Uma nova janela será aberta mostrando as informações do sistema.

Pode usar DDR3 e DDR4 juntas?

Posso usar Memórias RAM DDR3 e DDR4 juntas no mesmo computador? – Não, as Memórias RAM DDR3 e DDR4 não são compatíveis entre si e não podem ser utilizadas juntas no mesmo computador. Além disso, as placas-mãe geralmente suportam apenas um dos dois tipos.

See also:  Onde Fica O PNcreas?

Como saber qual DDR e a placa-mãe?

Segure a tecla Windows e pressione R para abrir o menu executar. Nele, digite ‘msinfo32’ sem aspas e aperte Enter para abrir as Informações do sistema.

O que acontece quando o processador não é compatível com a placa-mãe?

Se você comprou o processador sem prestar atenção a todos os detalhes e só descobriu depois que o produto não é apropriado para a sua placa-mãe. Neste caso, o melhor a se fazer é não tentar encaixar a força o hardware, pois isso poderá danificar tanto o processador, como a placa mãe, inutilizando os dois componentes.

O que acontece se eu colocar um processador não compatível com a placa-mãe?

As vezes uma atualização de BIOS pode tornar uma placa-mãe compatível com processadores com os quais não era compatível antes mais ai vai estar especificado no site do fabricante quais processadores são compatíveis e com qual versão da BIOS. Se você usar um processador não compatível mais que usa o mesmo soquete que o da placa-mãe acredito que o máximo que vai acontecer e seu computador não ligar.

Como saber se o HD é compatível com a placa-mãe?

Como identificar se seu HD é compatível com a placa-mãe do computador Atualmente é muito fácil baixar os mais diversos conteúdos da web, sejam eles filmes, músicas, séries, fotos, documentos e tudo o mais que você imaginar. Com isso, cada vez mais precisamos de dispositivos de armazenamento maiores, tais como os HDs, também conhecidos como discos rígidos. Como Saber Qual A Minha Placa MãE Localização dos barramentos podia causar superaquecimento e danificar a placa-mãe (Reprodução/Motherboards.org) (Foto: Localização dos barramentos podia causar superaquecimento e danificar a placa-mãe (Reprodução/Motherboards.org)) — Foto: TechTudo Descobrindo o tipo do seu HD Primeiro, é necessário saber o tipo do seu HD.

Podemos citar dois tipos principais: o HD IDE e o SATA. O primeiro (IDE) já caiu em desuso e não é sequer fabricado, quanto mais vendido nas lojas. Mas ainda é possível encontrá-los em computadores antigos ou à venda em sites de produtos de segunda mão. O segundo tipo (SATA) é o padrão atual e pode ser facilmente encontrado em qualquer computador ou à venda em praticamente toda loja de informática.

Para identificá-los não há muito mistério, pois eles usam conectores bem diferentes. O HD IDE, na sua parte traseira, possui um conector de 40 pinos. Ele possui também um conector macho de 4 pinos para a alimentação elétrica. Já os HDs Sata usam um conector bem menor, de apenas 7 pinos. Como Saber Qual A Minha Placa MãE hd-sata-ide (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo Descobrindo o tipo de HD suportado pela sua placa-mãe Passo 1. Vá ao e baixe o programa, Ele é um programa de diagnóstico de hardware. Passo 2. Ao instalar e executar o programa, clique no botão «Run», já na primeira tela. Feche as janelas menores e deixe apenas a maior aberta, visto que ela traz informações mais detalhadas. Como Saber Qual A Minha Placa MãE Clique em Run para dar início ao processo de diagnóstico de hardware (Foto: Felipe Alencar/TechTudo) — Foto: TechTudo Passo 3. Clique na opção «Motherboard», que se encontra no lado esquerdo do programa. Como Saber Qual A Minha Placa MãE Clique em Motherboard para ver as informações sobre a sua placa-mãe (Foto: Felipe Alencar/TechTudo) — Foto: TechTudo Passo 4. Ao clicar nesta opção, várias informações sobre a sua placa-mãe irão aparecer no lado direito da tela do programa. Em «PCH Features», o programa mostra quais os tipos de dispositivos de armazenamento são suportados. Como Saber Qual A Minha Placa MãE Veja se a sia placa-mãe suporta o barramento SATA (Foto: Felipe Alencar/TechTudo) — Foto: TechTudo Então é isso. Sempre que você quiser saber se um HD é compatível com a sua placa-mãe, primeiro identifique o tipo de disco rígido que você tem em mãos. Em segundo lugar, utilize o HWiNFO para descobrir se a sua placa-mãe suporta tal barramento.

Como descobrir se o PC e BIOS ou UEFI?

Como saber se o seu computador está em UEFI – Mesmo computadores que têm suporte à UEFI muitas vezes são configurados em modo CSM (BIOS). Você pode seguir estes passos para saber em que formato sua instalação do Windows está:

Aperte a tecla Windows para abrir o menu iniciar ou clique no ícone do Windows em sua tela para abrir o menuDigite msinfo32 e aperte Enter (ou clique no ícone «Informações de sistema»)No lado esquerdo, clique em «Recursos do sistema»No lado direito, confira o «Modo da BIOS». Se estiver «UEFI», seu Windows foi instalado em formato UEFI.

See also:  Coenzima Q10 Qual A Melhor?

4 de 8 Aplicativo do Windows informa se o sistema foi instalado em Modo UEFI — Foto: Reprodução Aplicativo do Windows informa se o sistema foi instalado em Modo UEFI — Foto: Reprodução Se o seu sistema não estiver em modo UEFI, o correto a se fazer é reinstalar o Windows após reconfigurar o sistema em modo UEFI,

Como ver a BIOS da Placa-mãe Asus?

Enquanto o computador ainda não estiver ligado, prima e mantenha premido o botão do teclado e, em seguida, prima o (Não solte o botão F2 até aparecer o ecrã de configuração da BIOS).

Como atualizar a BIOS do meu PC?

Conecte a unidade flash USB ao computador no qual você deseja atualizar o BIOS. Ligue o computador e acesse o menu de inicialização, pressionando a tecla F12 na tela inicial quando o computador inicializar. Em OTHER OPTIONS, selecione BIOS Flash Update.

Como saber qual o modelo da placa de vídeo?

Gerenciador de Dispositivos do Windows® Abra o Gerenciador de Dispositivos e expanda Adaptadores de vídeo e o modelo da placa de vídeo deverá estar visível.

Como saber se a memória RAM é compatível com a placa-mãe?

Para saber se a sua placa-mãe é compatível com a memória de computador ou notebook que pretende comprar, basta visitar o site oficial da fabricante da placa e procurar pelo modelo que está instalado. Lá, as empresas disponibilizam uma lista com todos os tipos, tamanhos e frequências suportadas.

Como saber se o SSD é compatível com a placa-mãe?

SSDs M.2 explicados – Para certos aplicativos integrados onde o espaço é limitado, as especificações M.2 fornecem diferentes espessuras de SSDs M.2 – 3 diferentes versões de lado único (S1, S2 e S3) e 5 versões de lado duplo (D1, D2, D3, D4 e D5). Alguma plataformas podem ter requisitos específicos devido ao espaço limitado abaixo do seu conector de M.2. As unidades SSD M.2 da Kingston estão em conformidade com as especificações M.2 de lado duplo e irão se adaptar na maioria das placas de computadores que aceitam unidades SSD M.2 de lado duplo. Consulte seu representante de vendas se você necessitar de uma unidade com lado único para aplicações embarcadas específicas.M.2 foi desenvolvida pelos institutos de padronização PCI-SIG e SATA-IO e está definida na PCI-SIG M.2 e nas especificações SATA Rev.3.2.

Originalmente foi chamado de NGFF (Next Generation Form Factor) e depois formalmente renomeada para M.2 em 2013. Muitas pessoas ainda se referem à M.2 como NGFF. O formato pequeno M.2 aplica-se a muitos tipos de cartão complementares como Wi-Fi, Bluetooth, navegação por satélite, NFC (Near Field Communication), rádio digital, WiGig (Wireless Gigabit Alliance), WAN Wireless (WWAN) e SSDs (unidades de estado sólido).

A M.2 possui um subconjunto de formatos específicos exclusivamente para SSDs. Todas os SSDs M.2 podem ser montadas em soquetes M.2 nas placas do computador. O formato M.2 oferece mais performance ocupando menos espaço, e é esse o caminho para o avanço tecnológico dos SSDs.

  1. Além disso, não são necessários cabos de energia ou de dados, tornando desnecessário o gerenciamento de cabos.
  2. Como os SSDs mSATA, os SSDs M.2 conectam-se em um soquete e a instalação física está concluída.
  3. Existem muitos notebooks e placas-mãe compatíveis com SSD M.2.
  4. Consulte as especificações do computador e o manual do usuário para confirmar a compatibilidade antes de adquirir o SSD M.2.

Para módulos M.2 com base em SSD, os tamanhos mais encontrados são de 22 mm de largura x 30 mm de comprimento, 22 mm x 42 mm, 22 mm x 60 mm, 22 mm x 80 mm e 22 mm x 110 mm. As placas são denominadas segundo as dimensões acima: Os primeiros 2 dígitos definem a Largura (todas de 22 mm) e os dígitos restantes definem o Comprimento de 30 mm até 110mm. Existem 2 razões para os comprimentos diferentes:

Os diferentes comprimentos possibilitam diferentes capacidades dos SSDs; quanto mais longa a unidade, mais chips NAND Flash podem ser montados nele, além de um controlador e possivelmente um chip de memória DRAM. Os tamanhos 2230 e 2242 suportam de 1 a 3 chips NAND Flash enquanto o 2280 e o 22110 suportam até 8 chips NAND Flash, o que pode permitir um SSD de 2TB no maior formato de M.2. O espaço do soquete na placa do sistema pode limitar o tamanho do M.2: Alguns notebooks podem suportar M.2 para finalidades de cache, mas têm somente um espaço reduzido que irá acomodar apenas SSDs M.2 2242 (SSDs M.2 2230 são menores ainda, mas na maioria dos casos não são necessários onde um SSD M.2 2242 ainda cabe).

See also:  Onde Baixar Livros Gratis?

Não, elas são diferentes. A unidade M.2 suporta ambas as opções de interface de armazenamento, SATA e PCIe, enquanto a unidade mSATA apenas SATA. Fisicamente parecem diferentes e não podem ser ligadas nos mesmos conectores do sistema. Unidade M.2 2280 (acima) comparada à mSATA. Note as Chaves (ou ranhuras) que irão impedi-lasde serem inseridas em soquetes incompatíveis. O formato M.2 foi criado para fornecer múltiplas opções para placas de pequeno formato, incluindo SSDs. Os SSDs contavam anteriormente com a unidade mSATA para os pequenos formatos, mas não foi possível escalar a mSATA para capacidades de até 1TB a um custo razoável.

  • A solução foi a nova especificação M.2 que permite tamanhos e capacidades diferentes de SSDs M.2.
  • A especificação M.2 permite que fabricantes de computadores padronizem sua produção em um pequeno formato comum que pode ser ampliado para altas capacidades quando necessário.
  • Não, SSDs M.2 SATA ou PCIe podem usar os drivers AHCI padrão integrados no Sistema Operacional.

Entretanto, você pode precisar habilitar o SSD M.2 no BIOS do sistema antes de poder usá-lo. Em certos casos, o soquete da unidade SSD M.2 pode compartilhar lanes PCIe ou portas SATA com outros dispositivos na placa-mãe.Por favor, examine a documentação da sua placa-mãe para mais informações, já que usar ambas as portas ao mesmo tempo poderia desativar um dos dispositivos. Como Saber Qual A Minha Placa MãE Chaves M.2 atualmente definidas (somente B e M se aplicam a unidades SSD M.2) Fonte: All About M.2 SSDs, SNIA, Junho 2014. Especificamente para SSDs M.2, há 3 chaves normalmente usadas:

O conector na extremidade de chave B pode suportar o protocolo SATA e/ou PCIe, dependendo do seu dispositivo, mas somente pode suportar um desempenho de até PCIe x2 (1000MB/s) no barramento PCIe. O conector na extremidade de chave M pode suportar o protocolo SATA e/ou PCIe, dependendo do seu dispositivo, e pode suportar um desempenho de até PCIe x4 (2.000MB/s) no barramento PCIe, desde que o sistema host também suporte x4. O conector na extremidade de chave B+M pode suportar o protocolo SATA e/ou PCIe, dependendo do seu dispositivo, mas somente pode suportar um desempenho de até x2 no barramento PCIe.

Os diferentes tipos de chave são frequentemente fixados sobre ou próximos ao conector da extremidade (ou ‘gold fingers’) do SSD M.2 e no soquete M.2. Como Saber Qual A Minha Placa MãE Note que os SSDs M.2 de chave B têm um número diferente de pinos na extremidade (6) comparados aos SSDs M.2 de chave M (5); esse layout assimétrico evita que os usuários invertam os SSDs M.2 e tentem conectar um de chave B em um soquete de chave M e vice-versa.

As chaves B+M em um SSD M.2 permitem compatibilidade cruzada em várias placas-mãe, desde que o protocolo SSD apropriado seja suportado (SATA ou PCIe). Alguns conectores host de placa-mãe podem ser projetados para acomodar somente SSDs de chave M, enquanto outros podem somente acomodar SSDs de chave B.

Os SSDs de chaves B+M foram projetados para resolver esse problema; entretanto inserir um SSD M.2 em um soquete não irá garantir seu funcionamento, já que isso irá depender de haver um protocolo compartilhado entre o SSD M.2 e a placa-mãe. Você deve sempre ler as informações do fabricante do computador / placa-mãe para confirmar quais comprimentos são suportados, mas muitas placas-mãe irão suportar 2260, 2280 e 22110.

Muitas placas-mãe irão fornecer múltiplos parafusos de retenção para compensação, permitindo que um usuário prenda um SSD M.2 2242, 2260, 2280 ou até 22100. A quantidade de espaço na placa-mãe irá limitar o tamanho dos SSD M.2 que podem ser presos no soquete e usadas. Diferentes tipos de soquete fazem parte da Especificação M.2 que suporta tipos específicos de dispositivos em um soquete determinado.

Soquete 1 é projetado para Wi-Fi, Bluetooth®, NFC e WI Gig Soquete 2 é projetado para WWAN, SSD (cache) e GNSS Soquete 3 é projetado para SSDs (SATA e PCIe, até o desempenho x4) Não, unidades SSD M.2 não foram projetadas para ser conectadas em funcionamento.